top of page
Buscar

7º Fórum CNT de Debates: Flávio Dino promete estender cursos do Programa Transporte Seguro


FONTE: CNT


O ministro da Justiça e Segurança Pública se comprometeu a apoiar a iniciativa e expandi-la para mais localidades, como parte da estratégia de reduzir os roubos de cargas no país

O Ministério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) vai incorporar os cursos do Programa Transporte Seguro na oferta de capacitações do órgão. O anúncio foi feito pelo próprio ministro da pasta, Flávio Dino, durante o 7º Fórum CNT de Debates.

A diretora executiva nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart, foi a responsável por lançar o Programa Transporte Seguro durante o evento. O projeto foi criado pela equipe do SEST SENAT, em parceria com a OEI Brasil, e será disponibilizado gratuitamente para os integrantes do Sistema Transporte.

“Acreditamos que a educação consegue transformar o setor transportador. É uma satisfação imensa contar com a parceria do Ministério da Justiça e da OEI no lançamento desse importante treinamento”, concluiu.

Na sequência, Flávio Dino pediu a palavra para anunciar a incorporação dos cursos no rol de ofertas do MJSP. “Achamos essa uma iniciativa de grande valor, por isso decidimos apoiá-la. Há muito interesse nosso em ampliarmos essa rede de capacitação para os trabalhadores, além de ajudarmos no fortalecimento do diálogo com o setor empresarial”, pontuou o ministro.

A Rede Nacional de Educação a Distância em Segurança Pública (Rede EaD Senasp) é uma escola virtual do ministério que visa ofertar capacitações e informações para os interessados. Os materiais do Programa Transporte Seguro devem integrar a plataforma, juntando-se aos 95 cursos a distância já disponíveis lá.


O que é o Programa Transporte Seguro?


O Programa Transporte Seguro é fruto da parceria firmada entre a CNT, o SEST SENAT, o MJSP e a OEI em prol da execução de uma política integrada nacional de segurança pública, relacionada à atividade transportadora. Serão ofertados nove cursos na modalidade de ensino a distância (EaD) e autoinstrucional, sem qualquer custo para o aluno, com carga horária total de 108 horas e certificação, para trabalhadores das empresas de transporte de cargas, agentes públicos e profissionais autônomos.

Dentre os temas das capacitações, estão estudos sobre a legislação aplicada ao setor, o planejamento e a operação; as ferramentas tecnológicas para coibir roubos; e a ação de posturas e comportamentos de segurança. A expectativa é trazer impactos positivos para toda a sociedade, tais como a adoção de atitudes para prevenir os roubos de cargas e a busca da aproximação entre os transportadores e as autoridades de segurança pública.

As atribuições da CNT e do SEST SENAT são a articulação com os stakeholders do transporte (empresários, gestores, motoristas e demais atores), a elaboração e oferta de soluções educacionais, bem como a organização de eventos para a discussão das temáticas. O Fórum CNT de Debates é um dos principais exemplos dessa última iniciativa mencionada.

Já o MJSP firmou o Acordo do Cooperação Técnica (ACT) nº 10/2020 para proporcionar o intercâmbio de conhecimentos, informações, dados e tecnologias com as entidades envolvidas. Além disso, o ministério também atua na mobilização dos agentes públicos.

Por fim, a atuação da OEI é focada no desenvolvimento de pesquisas e de soluções educacionais voltadas para essa temática. O órgão também usará seu poder de mobilização para realizar eventos e atrair grandes atores do segmento.


Como acessar os cursos?


Os dois cursos do Programa Transporte Seguro já estão disponíveis na plataforma da EaD do SEST SENAT. Confira a seguir:

  • Transporte e Roubo de Cargas – conheça o desenvolvimento do setor de transporte no Brasil e a sua importância para o país. Saiba como o cenário de roubos e furtos de cargas pode afetar o setor.

  • O Sistema de Segurança: contextualização e estrutura – conheça a organização da segurança pública e privada no Brasil, os seus órgãos, as suas estruturas e as suas competências. O foco é capacitar os profissionais para serem multiplicadores dentro das suas empresas.

Novos materiais devem ser lançados, progressivamente, nos próximos meses. Para participar e possuir uma conta na plataforma, é preciso ter, no mínimo, 18 anos. Os vídeos podem ser assistidos por celular, computador, notebook e outros dispositivos com conexão à internet.

コメント


bottom of page