Buscar

ANTT se reúne com Departamento do Tesouro dos EUA para debater investimentos

Encontro reforçou a importância da parceria institucional entre os dois países para desenvolvimento logístico


Por Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT

20/10/2021


Foto: Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT


A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) recebeu, na manhã desta terça-feira (19/10), representantes do U.S. Department of Treasury (Departamento do Tesouro dos Estados Unidos), com o objetivo de conhecer a visão da ANTT a respeito da atuação do Office of Technical Assistance – OTA (Escritório de Assistência Técnica), órgão que auxilia no suporte a Ministérios e Bancos Centrais de países em desenvolvimento, fortalecendo a habilidade de gerir as finanças públicas e salvaguardar os setores financeiros.


Além disso, a visita também teve o intuito de compreender o papel da ANTT no desenvolvimento da infraestrutura do país. O diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, apresentou os modos de transporte sob competência da Agência, os projetos estruturantes e os investimentos previstos para cada concessão rodoviária e ferroviária. Um dos destaques da reunião foi a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol 1), cujo contrato foi assinado em 3 de setembro de 2021 e prevê investimentos de R$ 2,73 bilhões.


No encontro, estiveram presentes os assessores do OTA junto ao Ministério da Infraestrutura (Minfra), Arthur Simonson, e junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Wally Kulakowski; a diretora associada do OTA, Debra Von Koch; e o assessor sênior do OTA, Marshall Crawford. Para representar a ANTT, participaram: o diretor-geral, Rafael Vitale; o superintendente de Governança, Planejamento e Articulação Institucional (Suart), Murshed Menezes; o superintendente substituto da Suart, Thiago de Castro; e o assessor-especial da Diretoria-Geral, Marcelo Gomes.


Para Marshall Crawford, é importante fortalecer a parceria entre os dois países, com o objetivo de intercâmbio de conhecimento e viabilização de investimentos na área de infraestrutura. Rafael Vitale concordou e reforçou a relevância da cooperação institucional entre Brasil e Estados Unidos para o desenvolvimento logístico e socioeconômico.