Buscar

Bahia tem apenas 28% das estradas em bom estado ‘bom ou ótimo’, aponta estudo

POR IMPRENSA | NOV 18, 2022 | NOTÍCIAS, OUTROS

Foto: Divulgação/GOVBA


O relatório tem o objetivo de colaborar para o desenvolvimento do transporte rodoviário de cargas e de passageiros.

Apenas 28% das estradas da Bahia possuem estado “bom ou ótimo”, de acordo com a pesquisa feita pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). A Confederação avalia 100% da malha rodoviária pavimentada federal e as principais rodovias estaduais.

Ao todo, apenas 264 quilômetros estão em estado “ótimo” na Bahia, segundo o levantamento. Outros 2.368 km tem estado “bom”, dos 9.266 km presentes no território baiano. Em “regular”, a Bahia possui a maior parte dos trechos, com 4.585 quilômetros. Em estado “ruim” estão 1.694 km, e 355 km em estado “péssimo”.

Outro ponto analisado pelo relatório é a pavimentação. A Bahia possui 4.468 km dos 9.266 km totais em estado “bom ou ótimo”. Outros 3.334 km de pavimentação na Bahia estão em estado “regular” e com 1.464 km em estado “ruim ou péssimo”.

A sinalização pelas vias e rodovias também foi alvo do relatório. A Bahia teve 2.623 km com a sinalização avaliada com “ótimo ou bom”, 4.072 quilômetros em nível “regular”, além de 2.571 km como “ruim e péssimo”.

Diante desse cenário, a Confederação Nacional do Transporte (CNT) alertou sobre a urgência de ampliação dos recursos – sobretudo públicos – destinados para investimentos em transporte e logística, mais especificamente na infraestrutura rodoviária. Além disso, sugeriu que atrair o capital privado, ampliar a segurança jurídica e constituir políticas públicas voltadas ao transporte serão igualmente fundamentais.

Os resultados da 25ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias demonstram “a urgência de estruturação de ações voltadas à melhoria de nossas rodovias, vez que houve piora dos índices de qualidade em relação ao ano passado”. O relatório tem o objetivo de colaborar para o desenvolvimento do transporte rodoviário de cargas e de passageiros. Durante 30 dias, 22 equipes percorreram as 5 regiões do Brasil de forma a compor os resultados da Pesquisa de 2022, que passa a integrar a maior série histórica de informações rodoviárias do país, realizada pela CNT desde 1995. Trata-se do maior e mais completo acompanhamento sobre o estado geral das rodovias brasileiras.