Buscar

Começa a Operação Semana Santa 2022 nas estradas federais

Esquema especial será colocado em prática, a partir de 0h desta quinta-feira (14) e segue até as 24h de domingo de Páscoa (17). Abuso na velocidade volta a ser alvo da Corporação


Fonte: Estradas

14/04/2022



Foto: Divulgação/PRF


Depois de dois anos de restrições para as viagens, por conta da pandemia do coronavírus, os usuários veem a possibilidade de pegarem a estrada neste feriado prolongado da Semana Santa, entre sexta-feira (15) e domingo (17).


Devido ao afrouxamento das medidas de isolamento por parte da maioria dos estados brasileiros, há expectativa de intenso movimentação nas rodovias federais. Pensando nisso, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) implanta a Operação Semana Santa 2022, a partir de 0h desta quinta-feira (14) e segue com o esquema especial até as 24h de domingo de Páscoa (17).


Segundo a PRF, o aumento do fluxo de veículos nas BRs é um dos fatores que contribuem para o aumento de acidentes (sinistros) e mortes. Sendo assim, haverá reforço policial voltado à redução de ocorrências graves, e as equipes irão priorizar atividades com ações integradas com os demais órgãos públicos e representantes de entidades civis.

De acordo com a Corporação, os inspetores estarão mais atentos aos condutores imprudentes, que costuma fazer ultrapassagens indevidas, bem como àqueles que insistem em beber e dirigir.


Além disso, as equipes vão autuar os motoristas que não fizerem o uso do cinto de segurança, e também transportarem crianças de forma inadequada.

Os motociclistas também são alvo da fiscalização. A falta do capacete, as manobras perigosas e o excesso de velocidade serão combatidos com mais rigor no feriado.

Outro ponto citado pela PRF é o excesso de velocidade e a utilização do telefone celular na condução de veículos. Segundo a Corporação, essas atitudes serão alvos da fiscalização.


Segundo a PRF, todas essas medidas têm como objetivo garantir a segurança e o conforto dos usuários, e possibilitar maior fluidez do tráfego de veículos nas rodovias federais.


Combate ao excesso de velocidade


Diferente das demais operações especiais realizadas pela PRF, entre 2019 e fevereiro de 2022, neste feriado prolongado da Semana Santa, a Corporação pelo menos divulgou em seu site oficial que a Operação Especial vai combater “… condutas arriscadas de condutores imprudentes, como ultrapassagem indevida, embriaguez ao volante, não utilização do cinto de segurança, transporte inadequado de crianças, falta de uso do capacete, excesso de velocidade…”


Estudos mostram que o excesso de velocidade está elencado como um dos principais causadores de sinistros com mortes ou feridos graves com sequelas, muitas vezes permanentes.


Mesmo assim, desde abril de 2019, a PRF deixou de fiscalizar os condutores nas rodovias federais que abusam da velocidade. Historicamente, a Corporação sempre atuou com rigor no combate a esse tipo de infração. Mas, nos últimos anos, deixou de fiscalizar.

Espera-se que, a partir deste feriado, as atitudes da Corporação mudem para a preservação e vidas humanas.


Restrições de tráfego


Segundo a PRF, em alguns estados brasileiros, veículos de carga com dimensões ou pesos excedentes estarão impedidos de transitar em trechos de pista simples em dias e horários específicos.


Viagem segura


Antes de viajar, revise as condições do veículo: não esqueça de calibrar os pneus e a roda sobressalente, verifique o funcionamento dos itens de segurança e luminosidade, entre outros itens.


Calcule o tempo de rota e respeite os limites de velocidade, mantenha distância de segurança em relação aos demais veículos, somente realize ultrapassagem em locais permitidos e quando houver plenas condições de segurança. Fique atento!


Evite conduzir o veículo se estiver cansado ou com sono. Essa conduta aumenta o risco de sinistros! Faça pausas ou reveze a condução do veículo.


Não esqueça de usar o cinto de segurança e exija que os todos os passageiros também o faça.


Fique atento ao uso dos dispositivos de segurança adequados para as crianças.


Em caso de emergência, ligue no telefone 191.