Buscar

Correio Talks: evento debate potencial econômico do DF para o pós-pandemia

Evento colocará em discussão a situação da economia e os efeitos da pandemia sobre o setor produtivo da capital federal. Programação terá painéis com representantes de segmentos e dos Poderes locais

Por Correio Brasiliense

10/11/2021


Foto: Ed Alves/CB/D.A Press


A potência do setor produtivo tem retomado aos poucos na capital do país, e o reflexo começa a aparecer nos indicadores. A mais recente pesquisa sobre o Índice de Desempenho Econômico do Distrito Federal (Idecon), divulgada pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) em setembro, registrou variação de 7,5% no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020. A perspectiva de vários setores é de que a taxa melhore com o tempo, em virtude da recuperação dos segmentos. Diante disso — e para debater os impactos da crise sanitária, além do cenário pós-pandêmico —, o Correio Talks recebe representantes dos Poderes locais e de diferentes ramos da economia.


Mediado pela jornalista Samanta Sallum, que assina a coluna Capital S/A, o evento ocorre nesta quarta-feira (10/11), a partir das 15h, com transmissão ao vivo pela internet (assista abaixo) e nas mídias sociais do Correio. Entre os assuntos do debate estão a geração de empregos, a arrecadação tributária, a recuperação de setores e o fomento do setor privado. O evento será dividido em dois painéis. No primeiro, os participantes vão discutir o impacto do planejamento territorial e da legislação urbanística sobre as atividades comerciais, industriais e de prestação de serviços; no segundo, o futuro econômico da capital entrará em foco. Os secretários de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira, e de Economia, André Clemente, representarão o governo distrital.


O setor de serviços, que mais impulsiona a economia do DF, teve crescimento de 7,4% no segundo semestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020. E o segmento de comércio registrou a maior variação no intervalo considerado: 19,4%, segundo a pesquisa da Codeplan. O crescimento teve reflexos do aumento das vendas, em decorrência da flexibilização das medidas restritivas impostas pela pandemia da covid-19, e, em parte, da leve melhora do indicador que avalia a situação do desemprego na capital federal. Os resultados têm relevância, principalmente, em face do peso de 50,3% do ramo sobre o produto interno bruto (PIB) distrital. O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio-DF), José Aparecido Freire, tratará dos números no evento.


Outra área em destaque no debate Correio Talks é a industrial, segmento que apresentou alta de 11,2% entre agosto e outubro, em relação a igual intervalo de tempo do ano passado. Do PIB desse setor no DF, 51,1% são representados pela construção civil, que emprega cerca de 82 mil pessoas. Para apresentar mais detalhes, o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon), Dionyzio Klavdianos, e o vice da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra-DF), Pedro Verano, estão entre os convidados.


Com mercado em expansão, apesar da crise, o ramo imobiliário também tem alavancado o desempenho positivo da construção na capital federal. De janeiro a setembro último, o segmento contabilizou investimentos superiores a R$ 2,5 bilhões na capital federal, com o lançamento de 30 novos empreendimentos residenciais. Os dados são da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-DF).


Os resultados permitiram o aumento da empregabilidade, com a abertura de 6 mil postos de trabalho formal nesse campo em setembro, o que levou o total para 261,5 mil em 2021. Quem trata do tema no evento é Eduardo Aroeira, presidente da Ademi-DF e participante do segundo painel do Correio Talks. Fechando o time de convidados, o debate recebe o presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente (MDB), e o superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) no DF, Valdir Oliveira.