Buscar

Decar desfaz organização criminosa suspeita de roubar cargas no Centro-Oeste

O grupo deixou um prejuízo de R$80 milhões nas empresas de transporte


Por Diário do Estado

23/09/2021


Foto: Diário do Estado


A Policia Civil do Estado de Goiás (PCGO) através da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (DECAR), com a apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar de Goiás (PMGO) e Secretaria de Economia (SECON) concluiu na manhã desta quarta-feira (22) a Operação Ponto Final, que desmantelou uma quadrilha suspeita de roubarem cargas de caminhões em rodovias federais.


Ao todo, foram 14 mandados de busca e apreensão cumprido em Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Distrito Federal e em estados do Nordeste, aqui em Goiás 8 integrantes da organização foram presos. O prejuízo causado as empresas de transportes, foi mais de R$ 80 milhões de reais.


Os criminosos já atuavam há 10 anos no Brasil e abordavam caminhoneiros em rodovias e roubavam combustível, cerveja, medicamentos e produtos alimentícios. Nos roubos, os criminosos armados abordavam os motoristas com violência e os mantinham em cárcere privado.


Todas as cargas furtadas eram levadas para centros de distribuição em Goiânia e Anápolis, e depois revendidas para supermercados e postos. De acordo com a polícia, os líderes do grupo tinham uma vida de luxo e trocavam áudios dizendo que mataria os policiais que estavam investigando.


De acordo com o delegado Alexandre Bruno, responsável pela operação, há motivos que fazem essas organizações criminosas atuarem em Goiás. “O Estado de Goiás foi um estado escolhido pelos bandidos, pois possui uma das maiores frotas de automóveis do pais, e também tem muitos empresários do ramo de combustíveis que acabam cedendo, comprando esses combustíveis ilícitos e de baixo preço real de mercado e vendendo em seguida o produto ao consumidor final, que não tem conhecimento dessa origem”