Buscar

DNIT duplicou principal corredor logístico de Mato Grosso em 2021

Zona rural está isolada e há dificuldade de escoar produção


Por: Muvuca Popular

13/01/2022





O ano de 2021 foi marcado pela entrega da maior obra de duplicação de uma rodovia federal da história de Mato Grosso. O Governo Federal concluiu, no mês de agosto, a duplicação de um trecho de mais de 168 quilômetros da rodovia BR-163/364/MT localizado entre a capital Cuiabá e a cidade de Rondonópolis, na região sul do Estado.


A BR-163/364/MT é o principal corredor logístico de Mato Grosso, estado que é o maior produtor de grãos do Brasil. Este trecho duplicado sai da capital e dá acesso ao terminal ferroviário de Rondonópolis, de onde as cargas são embarcadas para os portos de Santos, e depois seguem para o mercado internacional, tendo como principal cliente a China.


Além disso, pela rodovia descem as cargas que são transportadas por via terrestre também para os portos da região sudeste do país. Somente no primeiro semestre de 2021, mais de 30 mil veículos trafegaram diariamente no trecho da BR-163/364/MT, entre Cuiabá e Rondonópolis. Este avanço na infraestrutura reduziu drasticamente número de acidentes, garantiu maior segurança aos usuários e aumentou a competitividade do pujante agronegócio mato-grossense.


Contornos rodoviários – Em 2021, o DNIT também avançou com a construção do Contorno de Barra do Garças, importante obra de infraestrutura da região do Araguaia, que vai interligar as rodovias federais BR-070, BR-158 e a rodovia estadual MT-100, na divisa de Mato Grosso com o estado de Goiás.


As obras estão na fase de execução dos serviços de drenagem e terraplanagem. Assim que estes serviços forem concluídos, deve ser iniciada a pavimentação do traçado do contorno. Em 2020, o DNIT já havia entregue dois contornos rodoviários, um em Juscimeira e outro em São Pedro da Cipa.


Manutenção – O DNIT realizou, ao longo do ano, uma série de ações voltadas a melhoria do patrimônio já existente. De janeiro até novembro de 2021, foram revitalizados 248 quilômetros de rodovias federais em Mato Grosso. Os serviços consistem em fazer a recuperação do pavimento com o objetivo de garantir maior segurança e conforto aos usuários que trafegam pelas estradas.


Um dos exemplos é o serviço de restauração realizado na BR-364/MT, entre Rondonópolis e Alto Araguaia. A rodovia é um importante eixo estruturante para o escoamento da produção do agronegócio. Só em 2021, foram 29,7 quilômetros, com a restauração completa do pavimento, o alargamento dos acostamentos, a sinalização do trecho e a roçada da vegetação às margens da rodovia.


As obras em Mato Grosso foram executadas por meio de diferentes programas. Um deles trabalha com a restauração e a manutenção rodoviária, cujo contrato contempla a restauração propriamente dita do pavimento conforme projeto elaborado por equipe técnica, o qual aponta as necessidades de melhorias do pavimento, além da limpeza da faixa de domínio. O outro programa engloba todas as atividades inerentes à conservação corretiva e preventiva em pista e em elementos extra da pista, de forma a proporcionar a melhor manutenção das condições de segurança aos usuários.