Buscar

DNIT inicia o 3º Ciclo de levantamento de dados para caracterização funcional das rodovias federais

Com o levantamento, a Autarquia planeja ações de manutenção da malha rodoviária sob sua administração


Fonte: DNIT

13/06/2022



Foto: Divulgação/DNIT


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) realizou, nos dias 7 e 8 de junho de 2022, a aferição e calibração dos equipamentos dos Veículos de Diagnóstico de Rodovias – VDRs, que serão utilizados no 3º ciclo de levantamentos para caracterização funcional das rodovias federais sob a responsabilidade da autarquia. Na atividade, foram utilizados dois trechos-teste localizados na BR-251/GO.


Utilizando o Veículo de Diagnósticos de Rodovias, o levantamento é realizado com equipamentos especiais para a coleta de dados de Índice de Irregularidade Longitudinal (IRI); Afundamento de Trilha de Roda (ATR), Registro em Vídeo para a atividade de Levantamento Visual Contínuo (LVC) e coleta de dados de GPS para manutenção da base georreferenciada do DNIT.


Com informações atualizadas e confiáveis, adquiridas a partir dos levantamentos in loco, o DNIT alimenta a base de dados do Sistema de Gerência de Pavimentos, o qual permite o planejamento mais acurado e eficiente das ações de manutenção da malha rodoviária sob sua administração.


Seguindo edital de contratação, os trabalhos a serem executados compreendem atividades em campo e atividade em escritório. Dividido em quatro lotes, as ações para caracterização funcional são realizadas em ciclos anuais, abrangendo todo o território nacional.


O levantamento atende, também, às especificações da metodologia IRAP: sistema aplicado em cerca de 100 países, aprovado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e pelo Banco Mundial, para fins de priorização de intervenções que irão proporcionar melhorias na segurança viária.


De acordo com a metodologia iRAP, após o levantamento, as imagens, as quais são registradas por meio dos VDRs, passam por um processo de codificação para, em seguida, ser elaborado um plano de investimentos para implementação das soluções propostas, tendo como base contramedidas para correção dos pontos sensíveis identificados.