Buscar

Ex-ministra Damares Alves é oficializada candidata ao Senado no DF, pelo Republicanos

Anúncio foi feito durante convenção partidária, em Brasília, nesta sexta-feira (5). Ex-ministra terá candidatura 'avulsa', já que partido oficializou apoio à chapa de Ibaneis Rocha (MDB) ao GDF, que tem Flávia Arruda (PL) concorrendo ao Senado.

Por Anna Reis, TV Globo

05/08/2022 11h14 Atualizado há 8 horas


Em Cianorte, Ministra Damares Alves criticou a falta de estrutura e de tecnologia das delegacias — Foto: Ana Paula Barboza/ Prefeitura de Cianorte/Divulgação


O partido Republicanos anunciou que a ex-ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos Damares Alves (Republicanos) será candidata ao Senado nas eleições deste ano, pelo Distrito Federal. A candidatura foi oficializada durante convenção do diretório regional do partido, em Brasília, na manhã desta sexta-feira (5).


A sigla também oficializou o apoio à chapa de Ibaneis Rocha (MDB) para reeleição ao governo do DF. Assim, Damares terá uma candidatura avulsa, já que a ex-ministra Flávia Arruda (PL) concorre ao Senado pelo grupo. A apresentação de duas candidaturas à Casa pela mesma coligação teve aval do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em junho deste ano.


A candidatura de Damares será apoiada ainda pelo União Brasil, afirmou o presidente da sigla no DF, Manoel Arruda, que também indicou apoio à chapa de Ibaneis Rocha ao GDF.


Apoio ao GDF

Segundo o presidente do Republicanos-DF, Wanderley Tavares, a intenção do partido era apoiar a candidatura do senador Reguffe (União Brasil) ao Buriti.


No entanto, o parlamentar pediu ao União Brasil autonomia para formar a chapa, o que não foi garantido pela sigla. Nesta sexta, o presidente do partido no DF, Manoel Arruda, afirmou que "não tem mais responsabilidade" com a candidatura do senador.


Diante do impasse, o Republicanos preferiu anunciar o apoio a outra chapa, segundo Tavares.


Apoio


Ibaneis Rocha, Damares Alves e Celina Leão — Foto: Rede social /Reprodução


Quando Ibaneis Rocha confirmou sua pré-candidatura à reeleição, no dia 13 de julho, Damares Alves fazia parte da chapa como candidata ao Senado. O anúncio ocorreu durante um evento do Partido Progressista (PP) e foi transmitido por uma rede social de Celina Leão, candidata à vice de Ibaneis.


No entanto, três dias depois, o governador do DF se reuniu com José Roberto Arruda (PL) e o presidente Jair Bolsonaro (PL), no Palácio do Planalto. Damares também foi chamada à reunião, assim como a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF).


Após o encontro, Arruda e Flávia disseram que Damares havia retirado a candidatura ao Senado. À epóca, a própria Damares não quis falar sobre o assunto.