Buscar

Fieg debate obras e investimentos de infraestrutura em Goiânia

Reunião do Coinfra contou com participação do representante da Seinfra. Obras da Marginal Botafogo e viaduto da Enel (BR-153) devem ser entregues até o final do ano


Por Diário da Manhã

08/11/2021


Foto: Divulgação


O Conselho Temático de Infraestrutura (Coinfra) da Fieg, liderado pelo empresário Célio Eustáquio de Moura, promoveu quinta-feira (04/11), em ambiente on-line, reunião ordinária do colegiado com participação do secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Fausto Nieri, para discutir obras e investimentos de infraestrutura em Goiânia. O encontro foi acompanhado por empresários, conselheiros e profissionais do setor.


Prestes a completar um ano à frente da prefeitura, a gestão municipal da capital possui diversas obras em andamento, com impacto direto no setor produtivo e no cotidiano da população. Dentre as principais intervenções, estão as herdadas da gestão anterior, como o viaduto da Enel na BR-153 (Km 498), o complexo viário do cruzamento da avenida Jamel Cecílio com a Marginal Botafogo, intervenções na Região da 44 e as obras do BRT, inclusive terminais de passageiros que foram reconstruídos pelo projeto.


“Estamos empenhados em diversas frentes. No caso do viaduto da Enel, a previsão de entrega é até o final do ano”, afirmou Nieri, que explicou detalhes técnicos da obra e alegou que o atraso ocorreu devido à indisponibilidade de guindaste de 500 toneladas, equipamento ainda restrito a poucas unidades no Brasil. “O uso desse guindaste vai permitir que as vigas do viaduto sejam instaladas sem interromper o fluxo de veículos na BR-153. Quando entregue, o viaduto vai desafogar muito o trânsito, principalmente na região do Novo Mundo”.


Outra intervenção com entrega prevista para dezembro é o complexo viário do cruzamento da Marginal Botafogo com a avenida Jamel Cecílio. As obras, que inicialmente tinham previsão de entrega em 15 meses, já se arrastam há mais de dois anos, tornando o trânsito complicado na região. O projeto prevê que as pistas da marginal passarão em desnível sob a avenida Jamel Cecílio, além de permitir conversões de tráfego, com rotatória implantada em nível intermediário, abaixo do viaduto. Com a obra, a Marginal Botafogo terá trânsito liberado até o cruzamento com a Avenida 2ª Radial, no Setor Pedro Ludovico.


“Estamos com 93% da obra executada, um investimento na ordem de R$ 30 milhões e a expectativa é de conclusão até o final de dezembro, talvez antes do Natal. Toda concretagem já foi finalizada. A obra vai liberar todo o trecho da Marginal, da Redenção à Goiás Norte”, disse Nieri.


Sobre o BRT, o secretário municipal explicou que as obras do trecho 2 (Terminal Isidória – Recanto do Bosque) estão avançadas e que em breve deve ser relicitado o trecho 1, que liga o Terminal Cruzeiro ao Terminal Isidória. Quando finalizado, o BRT terá 21 quilômetros de extensão, seis terminais, 36 estações de embarque e desembarque e capacidade para transportar até 90 mil passageiros/dia.


“O grande entrave às obras está na região da Praça Cívica e Avenida Goiás, onde a conclusão das intervenções depende da aprovação do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). A previsão é de que essa liberação saia até 12 de novembro, na próxima semana. A Praça do Trabalhador já está concluída, faltando apenas detalhes no piso, e está em fase de finalização a semaforização inteligente de todo o trecho 2”, esclareceu Nieri.


Ele apresentou ainda balanço das obras de reconstrução e restauração asfáltica de 630 quilômetros de ruas na capital, projeto para mudança de 100% da iluminação pública para lâmpadas LED e intervenções que estão sendo estudadas pela Prefeitura para a Região da 44.


“Entregamos recentemente o viaduto sobre a Marginal Botafogo, ligando à Avenida Leste-Oeste e desafogando um importante gargalo no trânsito. Também estão previstas obras com início no ano que vem para revitalização, com implantação de ruas inteligentes na Região da 44. O prefeito Rogério Cruz quer transformar Goiânia na Capital da Moda do Brasil e investimentos serão feitos para isso”, concluiu Nieri.


O presidente do Coinfra, Célio Eustáquio de Moura, elogiou a iniciativa e disse que a ação estimula o turismo de negócios na região, que é importante polo econômico de Goiânia. “Esse diálogo com o setor produtivo é fundamental à gestão pública”, disse.