Buscar

Geração de empregos e criação de MEIs são chaves para recuperação econômica em Goiás, afirma Sebrae

Por Sagres

04/05/2021



Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na última semana, a geração de empregos em Goiás está em alta. No mês de março, o saldo de 4.952 novos empregos com Carteiras de Trabalho assinadas elevou os números do estado em 2021 para 39.804 novas vagas de trabalho.


O novo diretor-superintendente do Sebrae, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, afirmou em entrevista à Sagres que para se recuperar economicamente da pandemia a melhor maneira é com a geração de novas vagas de emprego, juntamente com a criação de novos microempreendedores individuais (MEIs).


“Nós contabilizamos 415 mil MEIs, com um aumento de 5,7% neste primeiro trimestre, comparado ao ano passado. A pandemia, ela continua, a saúde deve estar em primeiro lugar, mas, acima de tudo, a nossa preocupação a partir de agora é de, com todos os agentes, promover a retomada da nossa economia para superarmos este, que é um dos principais obstáculos que temos pela frente”.


O diretor destacou o papel do Sebrae nessa retomada e afirmou que diante da quantidade de micro e pequenas empresas presentes no Estado a entidade pode ajudar nessa recuperação. “Foram mais de 8,7 mil pequenos negócios abertos até março deste ano”.


Dois programas são trabalhados pelo Sebrae para possibilitar a recuperação econômica no Estado: Brasil Mais e Sebrae na sua Empresa. Segundo diretor-superintendente, a intenção é atender os setores mais afetados pela pandemia, como o turismo, setor de bares e restaurantes, moda, cabeleireiros.


Diante da necessidade, algumas empresas encontraram no online uma maneira de continuarem abertas. Antônio Lima afirmou que o Sebrae também seguiu esse caminho e que 30% de todos os atendimentos durante a pandemia foram realizados remotamente. “Isso é uma tendência, em função da realidade que estamos vivendo, mas não faz com que o atendimento presencial, para serviços específicos, que necessitam do atendimento presencial, deixe de ser necessário”.


Sobre o Programa Estadual de Apoio ao Microempreendedor (Peame), criado através do Goiás Fomento, que oferece créditos para empresários, o diretor-superintendente afirmou que a entidade atua na consultoria, oferecendo apoio para viabilizar esse crédito para os empresários.