Buscar

Goinfra promove encontro sobre segurança viária em Goiânia

Titular da Senatran participou do evento


Por A Redação

22/11/2021


Foto: Goinfra


A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) promoveu, na última quinta-feira (18/11), um encontro sobre segurança viária, em Goiânia, com a participação do titular da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), Frederico de Moura Carneiro, e representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Comando de Policiamento Rodoviário (CPR).

O evento foi realizado um dia após o governador Ronaldo Caiado ter oficializado a adesão de Goiás ao Plano Nacional pela Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans). A sede da autarquia foi o local escolhido para a apresentação da proposta a engenheiros e técnicos da área, trabalho que começou por Goiás e será levado a todos os estados brasileiros.

O secretário Frederico Carneiro explicou que a meta de implementar políticas públicas eficazes – a partir da integração das esferas governamentais e sociais e envolvendo práticas de prevenção, educação e infraestrutura até o socorro às vítimas – é uma tarefa plenamente aplicável em Goiás, porque o governo estadual, com uma característica muito forte de cooperação entre os órgãos, já desenvolve programas contínuos voltados à construção de um trânsito mais humano e seguro. “No final das contas, nossa missão dentro desse plano é salvar, até 2028, 86 mil vidas ou aproximadamente 50% do número atualizado de óbitos e feridos”, calculou.

O diretor de Planejamento Riumar dos Santos, que representou o presidente da Goinfra, Pedro Sales, durante o encontro, pontuou os constantes investimentos do Estado em engenharia rodoviária. Essa, segundo ele, é uma parte complexa e onerosa da segurança no trânsito, que está evoluindo continuamente e contribuindo para que os números de mortes e lesões no trânsito diminuam. “E esse processo começa na busca contínua de profissionais preparados, que, de fato, se comprometam com a causa do Estado nesse assunto”, reforçou.

Responsável pela manutenção de mais de 21 mil quilômetros de rodovias goianas, sendo quase 12 mil de pavimentadas e 9 mil de não-pavimentadas, o diretor Adriano Mendes revelou dados que confirmam que 2021 foi um ano emblemático para a Goinfra: “batemos vários recordes dessa e de outras gestões. Restauramos 1860 quilômetros de rodovias, que estavam em péssimas condições de trafegabilidade, em apenas 10 meses, e concluímos 3800 quilômetros em sinalização horizontal e vertical, com respeito a todas as normas de segurança vigentes”.

Luiz Fernando Sanches, superintendente Executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), pontuou a parceria da Goinfra na busca de soluções para o trânsito e no investimento em capacitações. Ressaltou ainda que, no parágrafo 2º do artigo 4º da Resolução 870 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que fala sobre os princípios de um sistema seguro de mobilidade, tem uma citação que motiva todo o trabalho realizado no cotidiano difícil e atribulado de todos os órgãos envolvidos nesse esforço: “nenhuma morte no trânsito é aceitável”.

Programas da Goinfra


Aos participantes da reunião, o diretor de Planejamento Riumar dos Santos, enumerou e descreveu os nove eixos que compõem o programa Goiás em Movimento – Pavimentação, Restauração, Manutenção, Sinalização, Pontes, Obras Civis, Aeródromos, Municípios e Qualidade. Detalhou ainda novas e importantes iniciativas da Goinfra, como o Patrulhas Mecânicas Regionais, que é ampliação do programa Goiás em Movimento - Eixo Municípios, com investimento de R$ 160 milhões no avanço ao auxílio às prefeituras goianas na execução de serviços de manutenção das estradas municipais não pavimentadas.

Estatísticas


Segundo dados divulgados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran Goiás), os acidentes de trânsito são a terceira maior causa de mortes prematuras no País. Em Goiás, provocaram 1,5 mil óbitos no ano passado, quando foram registrados 78,3 mil sinistros.


“Mas, estamos no bom caminho para mudar essas estatísticas. A Goinfra tem um DNA forte de segurança viária, de homens e mulheres que trabalham com o tema há décadas, com projetos de engenharia, estudos de segurança viária, faixas de domínio, viadutos, pontes, trevos, travessias urbanas e tantas outras áreas de conhecimento. Estamos prontos para somar e reforçar essa trilha difícil da conscientização, com competência técnica e, principalmente, vontade de prestar, cada vez mais, o melhor serviço à sociedade”, concluiu Riumar.