Buscar

Governador de MT conhece em Dubai soluções de logística que podem ampliar comércio

Fonte: SóNotícias

23/02/2022


O governador Mauro Mendes esteve nesta terça-feira, juntamente com dirigentes de entidades ligadas ao agronegócio e ao setor industrial de Mato Grosso, no Porto de Jebel Ali, na Zona Franca de Jafza, em Dubai, conhecendo soluções de logística que podem oportunizar a ampliação do comércio dos produtos do Estado com o mundo.


“São inúmeras possibilidades que podem alavancar a produção do Estado e ampliar os negócios, tanto para a indústria, como para o agronegócio. Quando se abre mercados, de forma direta você movimenta toda uma cadeia econômica, gerando emprego e renda”, analisou Mauro.


A visita foi guiada pelo Grupo DP World, empresa global, com sede em Dubai, responsável pela operacionalização do porto, a comitiva do governador conheceu toda a estrutura interna, desde o manuseio dos contêineres até o processo de importação e exportação.


“O Porto oferece uma boa alternativa para as empresas brasileiras. Aqui, por exemplo, temos uma refinaria de açúcar que importa o produto do Brasil, que é uma das maiores refinarias do mundo”, explicou, através da assessoria, Anders Kron, gerente de negócios da empresa que é uma das principais empresas globais com foco no transporte internacional de cargas, está em diversos países atuando no ciclo completo da carga nas operações de importação e exportação.


O vice-presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso, Silvio Rangel, a estrutura impressiona pela organização e agilidade. “É uma alternativa que se abre para a nossa indústria, principalmente porque boa parte do que se consome aqui nos Emirados é importado. É uma abertura de mercado com soluções inovadoras”, avaliou.


No Brasil, a principal subsidiária atua no terminal portuário no Porto de Santos (SP), com capacidade de movimentação anual de 1,2 milhões de TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) e 3,6 milhões de toneladas de celulose, gerando 1,2 mil empregos diretos e 5 mil indiretos.


Ontem, o governador teve audiências com executivos de dois grandes fundos de investimentos árabes que avaliam negócios para investir no Estado.