top of page
Buscar

Lula e Alckmin estudam prorrogar programa de desconto para carro zero para empresas, diz Haddad

Ministrou da Fazenda foi entrevistado pela Míriam Leitão nesta quarta-feira (28); programa vai ao ar na GloboNews às 23h.

Por g1

28/06/2023 14h57 Atualizado há 10 minutos


Fernando Haddad é o entrevistado do programa Míriam Leitão desta quarta-feira (28)

Foto: Reprodução/ GloboNews


O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta quarta-feira (28), em entrevista à Míriam Leitão, que Lula e Alckmin estudam prorrogar programa de desconto para carro zero para empresas.

"Nós estamos discutindo com o presidente Lula e o vice-presidente Alckimin, eventualmente, a prorrogação para veículos abertos, para pessoa jurídica, porque isso afeta determinadas montadoras. Isso está sendo discutido em virtude desse particular em que as pessoas físicas esgotaram o crédito do programa antes da abertura para pessoa jurídica", diz Haddad. A entrevista completa com o ministro Haddad vai ao ar às 23h, no Programa Míriam Leitão, na Globonews.


Desconto para carros O desconto para a compra de carros varia de R$ 2 mil a até R$ 8 mil no preço dos veículos de até R$ 120 mil.

No total, o governo reservou R$ 1,5 bilhão para o programa. Serão distribuídos assim:


  • R$ 500 milhões para automóveis

  • R$ 700 milhões para caminhões

  • R$ 300 milhões para vans e ônibus


De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, foram utilizados, até o momento, R$ 150 milhões em créditos pelas montadoras, o que representa 30% do teto de R$ 500 milhões que poderão ser usados pelas empresas como crédito tributário para venda de carros mais baratos.

Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), entidade que representa cerca de 7.400 concessionárias de veículos, houve aumento na procura por carros populares desde o anúncio da medida pelo governo federal.

Medida Provisória

O governo publicou a Medida Provisória que instituiu o programa de desconto para a compra de carros novos no dia 6 de junho.


  • Carros de até R$ 120 mil poderão ter desconto de R$ 2 mil a R$ 8 mil. São sete faixas de desconto (R$ 2 mil; R$ 3 mil; R$ 4 mil; R$ 5 mil; R$ 6 mil; R$ 7 mil e R$ 8 mil);

  • O desconto será abatido no valor final do veículo. Poderá haver descontos adicionais a critério das montadoras;

  • O tamanho do desconto vai variar conforme três critérios: menor preço, maior eficiência energética (carros menos poluentes); maior densidade industrial (capacidade de gerar emprego). Quanto maior a pontuação do modelo nos três critérios, maior o desconto;

  • Até 21 de junho, as vendas com desconto são destinadas apenas para pessoas físicas.

  • O programa também vale para a compra de ônibus e caminhões. Neste caso, os descontos totais vão de R$ 33,6 mil até R$ 99,4 mil (desconto é maior para veículos mais caros).


Para ter acesso ao desconto, a a pessoa ou empresa interessada terá de entregar para a sucata um caminhão ou ônibus com mais de 20 anos de uso.

bottom of page