top of page
Buscar

Mais uma fabricante de caminhões elétricos nasce na China



O mercado chinês de caminhões é imenso, e vende cerca de 10 vezes mais caminhões pesados do que o total vendido aqui no Brasil, se somando todos os tipos de brutos. Por isso, esse mercado é infinitamente concorrido, sendo cheio de marcas, a maioria quase desconhecida fora da Ásia.

E agora surge mais uma marca que promete oferecer uma linha de caminhões pesados totalmente elétricos por lá. A King Long, tradicional fabricante de ônibus do país, criou há alguns anos a divisão DongSheng, para o desenvolvimento de caminhões elétricos.

No final de dezembro, o primeiro veículo produzido pela marca foi apresentado à imprensa e transportadores da China.

O caminhão, que ainda não tem um nome próprio, deve ter autonomia para 400 quilômetros, com Peso Bruto Total de 49 toneladas. As baterias são de fosfato de ferro lítio, com capacidade de 500 kWh, e são instaladas nas laterais do chassi. E isso é uma grande vantagem, já que o conjunto pode ser trocado rapidamente, em menos de 5 minutos, para que o caminhão volte a ter autonomia completa, enquanto o pacote de baterias é recarregado.

O motor elétrico tem potência de 300 kW (407 cv), com potência de pico de 390 kW (530 cv). O motor elétrico é acoplado a uma transmissão automática de seis velocidades, que garante um escalonamento ideal para aproveitar ao máximo a energia das baterias.

A DongSheng garante que o caminhão tem 94% de eficiência energética, com um custo total de operação até 20% menor do que modelos similares a diesel.

Além disso, o bruto deve ter muita tecnologia e conforto para o motorista, com painel digital, câmeras no lugar dos retrovisores e sistemas inteligentes, como sensor de mudança de faixa, controle de cruzeiro adaptativo.

A marca ainda não divulgou quando irá iniciar as vendas do caminhão, mas ele deve chegar nos próximos anos exclusivamente para o mercado chinês.

Comentarios


bottom of page