Buscar

Mato Grosso prevê R$ 1,9 bilhão na infraestrutura rodoviária

Mauro Mendes assinou contratos de concessão comum de três lotes de rodovias, totalizando 512,2 quilômetros


Por Diário de Cuiabá

07/05/2021


O governador Mauro Mendes (MDB) e o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, assinaram, nesta quinta-feira (6), os contratos de concessão comum de três lotes de rodovias, totalizando 512,2 quilômetros, bem como a transferência de outros 419,3 km de rodovias à responsabilidade da Associação Agrologística de Mato Grosso, por meio das parcerias sociais.


O repasse dos 931,5 km de rodovias à administração das concessionárias e da associação parceira vão assegurar um investimento total de R$ 1,9 bilhão, diretamente na melhoria da malha rodoviária estadual, ao longo do período de vigência dos contratos de concessão e da parceria, que são de 30 e 10 anos, respectivamente.


Para o governador Mauro Mendes, as concessões, sejam ela comum ou com a parceria de manutenção pedagiada, são exemplos claros de que as medidas tomadas, desde o início da gestão, de ajuste de contas e reequilíbrio econômico do Estado, possibilitaram que Mato Grosso se recuperasse e oferecesse um novo cenário aos investidores, o que vai refletir em desenvolvimento socioe conômico.


Assumem as concessões comum o Consórcio Via Norte Sul o Consórcio Via Brasil MT-246 e o Consórcio Rota dos Grãos, que foram os vencedores dos lotes 1, 2 e 3, respectivamente, colocados em leilão ainda em 2020.


O Lote 1 corresponde a 138,4 km da MT-220, no trecho entre Tabaporã e Sinop; o Lote 2 refere-se a 233,2 km, das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, nos trechos de Jangada a Itanorte; e o Lote 3 diz respeito a 140,6 km da MT-130, entre Primavera do Leste e Paranatinga.


“Este é o melhor caminho que o mundo já experimentou. O caminho das concessões é o melhor caminho para termos uma infraestrutura de qualidade. Na nossa administração, não exigimos nada mais, além do que está previsto nos nossos contratos. Nenhum será cobrado por ninguém, para pedir algo que não é o dever daquilo que foi acordado. O sucesso das concessões será o sucesso do Estado de Mato Grosso”, disse o governador.

Já sob o modelo de parceria social de manutenção pedagiada, está um trecho de 310,9 quilômetros das rodovias MT-010, MT-249 e MT-235, em Diamantino, Nova Mutum e Campo Novo do Parecis, respectivamente, além de outros 108,4 quilômetros da MT-480, em Tangará da Serra.


Esses lotes passam a ser responsabilidade da Associação Agrologística de Mato Grosso.

Para o secretário Marcelo de Oliveira, celebrar as concessões e parcerias é ter a garantia de rodovias em boas condições de tráfego, com vultosos investimentos em melhorias da infraestrutura rodoviária.


Somente as concessionárias vão investir cerca de R$ 1,4 bilhão, enquanto as parcerias sociais vão assegurar investimentos de R$ 453,2 milhões nas rodovias estaduais.

Em nome das concessionárias, o representante da Concessionária Rota dos Grãos, Paulo Machado, destacou o empenho do Governo de Mato Grosso em realizar as concessões neste momento em que grande parte dos estados brasileiros passam por dificuldade, bem como se comprometeu a executar o seu contrato da maneira correta e eficiente para o Estado e, principalmente, para o usuário.


“Gostaríamos de agradecer ao governador por este programa de concessão, pelo trabalho que vem fazendo e deixar nosso compromisso de cumprimento de contrato, da utilização das melhores práticas e de contribuir com esse Estado. Acredito muito no potencial de fazermos uma bela concessão e um belo trabalho para contribuir para o desenvolvimento do Estado”.


Já representando a Associação Agrologística, Leonardo Tomczyk ressaltou que a parceria de manutenção pedagiada é importante tanto para o Estado como para a associação, que já tem uma trajetória de prestação de serviços de infraestrutura rodoviária com o apoio do Governo. Além disso, reforçou que esse modelo de parceria social se tornará um grande exemplo para outros Estados.