top of page
Buscar

Novo ministro da Infraestrutura confirma vistoria técnica na BR-163 em Mato Grosso

Fonte: Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

05/04/2022


Crédito: Ricardo Botelho/MInfra

Integrantes do Ministério da Infraestrutura e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) devem vistoriar parte da rodovia federal BR-163, no trecho que compreende a ligação dos estados de Mato Grosso e Pará.


A agenda oficial foi confirmada pelo deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC), na sexta-feira (1º), em Brasília, durante a assinatura do contrato de concessão firmado entre o governo federal e a Via Brasil BR-163 Concessionárias de Rodovias S.A, para o qual estão previstos R$ 1,76 bilhão em investimentos pelos próximos 10 anos.


“Estou confiante de que muito em breve, colocaremos um ponto final no drama que se tornou a concessão da BR-163”, observou Dal Molin enquanto desejava boas-vindas ao recém-empossado ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.


Engenheiro civil e servidor público de carreira, Marcelo Sampaio se torna o mais jovem ministro da Infraestrutura da história brasileira. Braço direito do agora ex-ministro Tarciso de Freitas, Marcelo Sampaio ocupava desde 2019 o cargo de secretário-executivo do Minfra o que lhe garantiu vasta experiência em infraestrutura e logística.


“Depois de analisar o relatório que comprova o aumento de mortes na rodovia, ele [ministro] sinalizou positivamente para a possibilidade de decretação de calamidade pública”, disse o parlamentar mato-grossense.


“A BR-163 foi um dos principais projetos do Minfra desde 2019. Foi feita uma promessa que iríamos pavimentar a rodovia, e fechamos os pouco mais de 50 quilômetros que faltavam para concluir. A pavimentação colocou, de forma inédita, o Brasil e os nossos produtores do Centro-Oeste brasileiro mais competitivos do que os produtores do meio oeste americano”, pontuou Marcelo Sampaio.


Sem definir uma data, o novo ministro revelou que pretende visitar Mato Grosso nas próximas semanas.


Projeto


Por 10 anos, a concessionária será a responsável pela prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade das rodovias BR-163/230/MT/PA. O contrato poderá ser prorrogado por mais dois anos.


O projeto prevê obras nos trechos: trecho da Rodovia BR-163/MT, entre a divisa PA/MT ao entroncamento MT-220, no município de Sinop; trecho da Rodovia BR-163/PA, entre a BR-230/PA e a divisa PA/MT; trecho da Rodovia BR-230/PA, no encontro da Rodovia BR-163/PA e a travessia do Rio Tapajós.


As principais melhorias promovidas deverão ocorrer até o 5º ano da concessão, incluindo 42,87 km de faixas adicionais, 30,24 km de vias marginais, acessos definitivos aos terminais portuários de Miritituba, Santarenzinho e Itapacurá, oito novos dispositivos de interconexão em desnível, sete passarelas de pedestres, implantação de 340 quilômetros de acostamentos, entre outros.


Além do atendimento ao usuário da via com Centro de Controle de Operações (CCO) e Bases do Serviço Operacional (BSO) para apoio das equipes de atendimento médico de emergência, atendimento mecânico e atendimento aos demais incidentes na via, o projeto de concessão tem uma série de inovações como: desconto de 5% para usuários de dispositivos de pagamento eletrônico e pontos de parada para caminhoneiros.

Comments


bottom of page