Buscar

Obras de recuperação de desmoronamentos na TO-130 entram em fase final de execução

Problema começou a ser registrado há cerca de 15 anos


Por Coluna Cleber Toledo

11/08/2021


Foto: Thiago Sá/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Obras (Ageto), está finalizando os serviços de reparação do desmoronamento de talude e erosões formadas em dois pontos da rodovia TO-130, no percurso de Santa Tereza do Tocantins até Ponte Alta do Tocantins.


Os serviços estão sendo realizados no km 18 e no km 65 e têm como objetivo recuperar o asfalto atingido e conter os taludes, que são superfícies inclinadas próximas à rodovia.

A secretária de Estado da Infraestrutura e presidente da Ageto, Juliana Passarin, ressalta que o conserto dos dois pontos da TO-130 é uma demanda antiga e que, há 15 anos, é esperada a reparação dos mesmos. “Agora, o nosso objetivo é resolver o problema deste trecho de maneira definitiva, trazendo cada vez mais segurança aos motoristas tocantinenses”, frisa a gestora.


A agente de viagem, Dara Vitor Pereira, de 23 anos, é natural de Ponte Alta do Tocantins e, durante anos, faz o percurso de Palmas à sua cidade natal. Ela relata que, desde 2015, vem percebendo que a situação do trecho estava ficando cada vez precária, mas que agora, com as obras de reparação, se sente muito feliz por ter mais segurança e conforto durante a rota. “Muitas vezes eu pegava uma van para ir até Ponte Alta e, nesse período, já ocorreu de ficarmos horas esperando um socorro para atravessar esse trecho, sem contar nos acidentes que vi. E agora nesses últimos meses, estamos vendo o conserto dessas partes e a segurança dos desvios da pista, o que me deixa muito feliz, pois é para um bem comum de todos”, ressalta a agente.


A obra está com percentual de conclusão de 95%. Após a conclusão do pavimento, a empresa responsável pelos serviços iniciou os trabalhos de construção de meio-fio, sistema de drenagem e instalação da sinalização horizontal e vertical. “A previsão é de que, até setembro, possamos estar entregando essas obras para a população”, finaliza Juliana Passarin.