top of page
Buscar

Oitenta radares passarão a operar em rodovias goianas; veja quando e onde

Estudo técnico que apontou os trechos com maior risco de acidentes por excesso de velocidade foi feito pela Polícia Rodoviária Federal.

Por Letícia Graziely, g1 Goiás

15/11/2023 19h17 Atualizado há um dia

Rodovia em Goiás — Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil


Oitenta radares instalados em três rodovias federais no Sistema Anápolis-Aliança do Tocantins vão começar a operar na próxima segunda-feira (20), segundo a Ecovias do Araguaia. Nos últimos quatro meses, os equipamentos funcionaram em caráter educativo nas BRs-153, 080 e 414, mas a partir da próxima segunda, eles começam a multar em rodovias goianas.

Os radares têm várias velocidades, a depender do trecho. Os pontos foram avaliados, principalmente, com relação a sinistralidade, ou seja, acidentes que aconteceram ao longo desse período, e, severidade desses acidentes, que levam a crer que naquele acidente houve excesso de velocidade” explicou o Gerente de operações da Ecovias do Araguaia, Marcelo Belão, em entrevista à TV Anhanguera.

O estudo técnico que apontou os trechos com maior risco de acidentes por excesso de velocidade foi feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), considerando as estatísticas de acidentes, fluxo de veículos e perímetro urbano das vias.


No total, 68 equipamentos foram instalados em Goiás e 12 no Tocantins. Eles estão distribuídos em 851 km de rodovias federais. O objetivo é assegurar o cumprimento dos limites de velocidade estabelecidos para a via, além de garantir a segurança de todos os motoristas que percorrem o trecho.


Como os radares vão funcionar


De acordo com a Ecovias do Araguaia, entre os 80 equipamentos, 56 operam com velocidade máxima de 80km/h e nove operam em velocidade máxima de 100km/h para veículos leves e 80km/h para veículos pesados.

Os limites de velocidade para a rodovia são estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Os locais de instalação foram definidos com base no Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e no Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito.

Comments


bottom of page