Buscar

Para agroindustrialização do Tocantins, Halum defende estímulo às cooperativas

Por Coluna do Cleber Toledo

08/06/2021



O secretário nacional de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, o ex-deputado tocantinense César Halum, defendeu à Coluna do CT que o debate sobre a agroindustrialização do Tocantins é “super essencial”. “Temos que partir para isso”, afirmou. Uma das soluções apontadas por ele para acelerar esse processo é o estímulo às cooperativas. “Somos muito pobres de cooperativas. O sul do Brasil desenvolveu muito, principalmente com a agroindústria, com avicultura, suinocultura, em função das cooperativas”, ressaltou o secretário.


Cooperativa modelo


No entanto, ele lembrou que bom exemplo o Tocantins tem, caso da Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa), de Pedro Afonso. “Uma cooperativa modelo no Tocantins, a Coapa, e eu sempre estimulei eles a entrar nesse negócio [agroindustrialização] porque já produzem grãos, armazenam os grãos, estão exportando. E agora a diretoria da Coapa decidiu fazer investimentos em avicultura, e aí, sim, vamos começar a ganhar valor”, disse Halum.


Segmento produtivo tem que andar junto


O secretário ainda afirmou que as fábricas de ração no Estado estão crescendo. “Já temos unidade no norte do Tocantins produzindo 10 toneladas/dia, e que vai se ampliando rapidamente”, exemplificou, citando ainda o abatedouro de frango em Aguiarnópolis, que está abatendo 100 mil aves por dia. “O Estado precisa promover isso. Precisamos de um grande impacto entre a indústria, o comércio e o agro, que vai bem, mas precisa da indústria e do comércio. Precisamos de uma gestão que consiga articular esses três setores. O segmento produtivo tem que andar junto”, sustentou Halum.