top of page
Buscar

Programa Rodovida vai instensificar fiscalização nas estradas do país, de dezembro até o carnaval

Por imprensa | dez 14, 2023 | Notícias, Outros


FONTE: CNT


O programa foi lançado nesta quarta-feira (13), com a presença de representantes do Sistema Transporte

Com a chegada do período das festas de final de ano, das férias escolares e, posteriormente, do Carnaval, o fluxo de automóveis, nas rodovias do país, se intensifica significativamente. Com o intuito de tornar os caminhos dos brasileiros mais seguros nessa época, a Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito), do Ministério dos Transportes, lançou, nesta quarta-feira (13), o programa Rodovida. A cerimônia de lançamento contou com a presença de representantes do Sistema Transporte.

O programa é constituído pelo conjunto de ações organizadas, coordenadas e integradas de órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito, voltadas à segurança viária e à redução dos sinistros de trânsito de dezembro até o domingo após o feriado de Carnaval de 2024. O objetivo da iniciativa é intensificar a fiscalização com a integração de órgãos públicos federais, estaduais e municipais para prevenir acidentes de trânsito e conscientizar os condutores.

O presidente do Sistema Transporte, Vander Costa, compôs a mesa de abertura ao lado do ministro interino dos Transportes, George Santoro; do secretário nacional de Trânsito da Senatran, Adrualdo Catão; do diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Rafael Vitale; e de representantes de outras instituições do Sistema Nacional de Trânsito. A diretora executiva nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart, também prestigiou o lançamento.

Em sua fala, Vander Costa destacou que os objetivos do Rodovida estão totalmente alinhados à missão do Sistema Transporte, que trabalha, em várias frentes, para melhorar o cenário do setor no país.

“Podemos destacar a nossa Pesquisa CNT de Rodovias, que, ano após ano, traça a relação entre a qualidade da malha viária e os riscos de acidentes. Para melhorar a infraestrutura de transporte, trazemos subsídios técnicos, que podem – e devem – ser usados pelos formuladores de políticas públicas. Buscamos, sobretudo, sensibilizar os parlamentares por meio de um trabalho intenso de relações institucionais. Com esse apoio, contribuímos para a proposição de leis mais avançadas e para que mais verbas sejam direcionadas à manutenção da infraestrutura de transporte”, declarou Vander Costa.

O ministro interino dos Transportes, George Santoro, ressaltou que esse é um momento importante para mobilizar cada instituição presente e destacou a importância da participação da CNT (Confederação Nacional do Transporte). “É muito importante que, diariamente, em todas as situações, a gente busque a redução de sinistros. O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e as concessionárias têm feito um trabalho muito importante a partir de dados que a CNT divulga, todos os anos, com locais de mau funcionamento das rodovias e traçados mal projetados que precisam ser consertados. Esse é um trabalho que a CNT faz e acaba orientando a nossa atuação para melhorarmos a segurança viária. Este é o ponto fundamental que toda família quer: que os entes queridos voltem para casa com segurança. E a gente tem de coordenar esses esforços para conseguir isso de forma estruturada”, destacou Santoro.

O Rodovida é sobre a união de esforços e a mobilização nacional, especialmente, neste período do ano. Adrualdo destacou que a parte da Senatran é coordenar os esforços entre todas as entidades com um único objetivo: reduzir a mortalidade no trânsito. “O nosso desafio é unir o maior número possível de organizações responsáveis pelo trânsito. Não podemos comunicar somente para o cidadão; precisamos comunicar para o gestor que ele é parte do sistema. Sem a responsabilidade do gestor, nunca conseguiremos resolver”, afirmou o secretário nacional de Trânsito, Adrualdo Catão.


Dentre as ações e os temas que devem ser abordados pela fiscalização e pelas atividades educativas da edição de 2023/2024 do Rodovida, estão:

• excesso de velocidade;

• ultrapassagens proibidas;

• uso de álcool;

• descumprimento do tempo de direção dos motoristas profissionais;

• transporte ilegal de passageiros;

• não uso do cinto de segurança;

• transporte inadequado de crianças em veículos automotores;

• utilização do celular pelos condutores;

• não uso de equipamento de proteção por motociclistas, como capacete adequado;

• falta de cuidado com os mais vulneráveis no trânsito (pedestres, ciclistas e motociclistas);

• uso incorreto da cadeirinha para crianças;

• condução insegura, especialmente por motofretistas e ciclofretistas.


Guia de Viagem Segura


Na oportunidade, o presidente Vander Costa reforçou que o Sistema Transporte também realiza um trabalho de conscientização da população. Para isso, anunciou o lançamento, também nesta quarta-feira (13), da publicação Viagem Segura – Guia CNT de Segurança nas Rodovias 2024, trabalho que detalha as condições mais críticas da malha rodoviária em relação à segurança no trânsito.


Comments


bottom of page