top of page
Buscar

Quais são os tipos de combustíveis verdes no Brasil?

Da cana-de-açúcar ao hidrogênio verde, os combustíveis verdes são alternativas para um futuro mais sustentável

Por Accio Comunicação Publicado 17/03/2024 às 13h30


Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil.


Nos últimos anos, o uso dos combustíveis verdes está ganhando mais espaço. Também conhecido como combustível sustentável, ele é uma alternativa mais limpa aos transportes quando comparado aos combustíveis fósseis. Vamos mostrar nessa reportagem quais são os combustíveis verdes à disposição no Brasil.  

O combustível verde tem produção a partir de matéria-prima orgânica vegetal (é necessário fazer a diferenciação porque o petróleo é inteiramente composto de produtos orgânicos, assim como o gás natural e o carvão), que possui baixa pegada de carbono ou carbono neutro, porque o carbono emitido na combustão é neutralizado pelo carbono fixado na produção nos vegetais. Fazem parte da matéria-prima para um combustível verde: cana-de-açúcar, milho, soja, mamona, dendê e resíduos agrícolas.  

Um combustível verde que não depende de matéria orgânica é o Hidrogênio Verde, produzido através da eletrólise da água. A corrente elétrica utilizada para a eletrólise pode ser obtido de energia solar ou eólica, e não há emissão de CO2 como resíduo.

Os combustíveis verdes fazem parte de uma substituição ao combustível fóssil. Petróleo, gás natural ou carvão emitem gases que prejudicam a atmosfera e, por isso, vários são os acordos mundiais para buscar a diminuição deste uso. Entre os gases de Efeito Estufa (GEE) resultantes do uso de combustíveis fósseis estão o dióxido de carbono e o metano. 

 

Tipos de combustíveis verdes


Em primeiro lugar, o biogás possui a produção a partir da decomposição ou fermentação de matérias orgânicas. Ou seja, vegetal ou animal.  

Além disso, o biogás pode ser estocado e substituir o diesel ou gás natural. Vale ressaltar que, além de fornecer energia limpa, ele possui baixa emissão de gás poluente e custo baixo para a produção.  

Em segundo lugar, a matéria-prima do biodiesel se origina de óleos e gorduras vegetal ou animal. O biodiesel ajuda a reduzir gás do efeito estufa com a produção e cultivo de plantas. Entre as vantagens do biodiesel estão a lubrificação do motor e o baixo risco de explosão. 

O etanol é um dos combustíveis renováveis mais antigos em produção no Brasil. A comercialização e industrialização dele ocorre desde a metade do século 20. Ele é produzido a partir de plantas e raízes, sendo que no país, a cana-de-açúcar e o milho são as principaiss matérias-primas utilizadas. De acordo com dados apresentados pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), a produção mundial do etanol é de 40 bilhões de litros. 

Existem dois tipos de etanol: anidro e hidratado. A diferença se dá na composição, onde o primeiro tem 0,5% de água e o segundo tem aproximadamente 5%.  


Hidrogênio Verde


O hidrogênio verde (H2V) possui a matéria-prima oriunda da eletrólise da água. O processo de separação do hidrogênio e do oxigênio acontece por meio da corrente elétrica, com fontes de energia limpa. Por fim, o H2V já é realidade em automóveis como carros, caminhões, ônibus e trens.

Comments


bottom of page