top of page
Buscar

Scania inicia produção comercial de caminhões elétricos pesados

A Scania anunciou hoje o início da produção comercial de caminhões elétricos pesados, equipados com cabines R ou S, e potências entre 400 (543 cavalos) e 450 kW (611 cv), tendo uma autonomia média de 390 quilômetros, em Södertälje, na Suécia.

“Operar caminhões com emissão zero já não é um privilégio para poucos escolhidos. A oferta da Scania abrange agora uma ampla gama de aplicações e exigências dos clientes, ao mesmo tempo em que oferece serviços que estão acelerando a transformação do transporte para um sistema livre de combustíveis fósseis”, afirma Fredrik Allard, vice-presidente responsável pela mobilidade elétrica da Scania.

Os novos caminhões podem operar com composições de até 64 toneladas de Peso Bruto Total, tendo uma autonomia de 390 quilômetros, mesmo totalmente carregados, graças às baterias de até 375 kWh. Esses números, de acordo com a Scania, são superiores aos ofertados pela maioria dos caminhões convencionais nas estradas.

“Além das verdadeiras operações de longas distâncias, poucos compradores hoje não conseguem encontrar o que precisam do ponto de vista operacional. Claro, ainda existem certas aplicações que são menos propensas a se tornarem elétricas num futuro próximo, mas muitos compradores ficarão surpresos quando perceberem do que estes caminhões são capazes e a sua eficiência, juntamente com os nossos serviços digitais”, diz Allard.


Os novos caminhões poderão ser encomendados pelos clientes como modelos cavalos mecânicos e também em versões rígidas, com cabines R e S, as maiores disponíveis. A Scania informa também que a autonomia varia de acordo com a aplicação, por conta de peso, clima, topografia e até estilo da direção.

Um caminhão rígido, equipado com carroceria basculante, por exemplo, pesando 27 toneladas e com seis pacotes de baterias poderá rodar 350 km entre cada carregamento. Em carga rápida, por uma hora, o caminhão ganha uma autonomia adicional de 270 km. O uso médio de energia é de 1,3 kWh por quilômetro rodado.

Os novos caminhões já podem ser encomendados por clientes de toda a Europa. Não há previsão de comercialização para o Brasil.



Comments


bottom of page