top of page
Buscar

TCU aprova projetos de concessões das BR-381 e BR-040

24 de abril de 2024 às 15:25 | BE NEWS


Leilão dos dois projetos de concessão rodoviária acontecerá no segundo semestre do ano

(Foto: Divulgação/ANTT)


Expectativa do Ministério dos Transportes é que o edital seja publicado pela ANTT em maio


O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou os projetos de concessão de duas rodovias federais: o trecho da BR-381, de Belo Horizonte a Governador Valadares, e o da BR-040/MG/GO, a Rota dos Cristais. A expectativa é que os editais sejam publicados pela Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) no próximo mês.

Já os leilões das duas concessões rodoviárias deverão ocorrer no 2º semestre deste ano, de acordo com a expectativa do Ministério dos Transportes.

“A aprovação desses estudos é uma etapa importante para que a ANTT possa publicar os editais de concessão. A expectativa é que o edital de concessão seja publicado ainda no início do mês que vem pela Agência, e cem dias depois haveria o leilão, muito provavelmente no final do mês de agosto”, explicou a secretária Nacional de Transporte Rodoviário, Viviane Esse.

O trecho a ser concedido da BR-381 fica entre os entroncamentos da rodovia com a BR-262/MG, em Belo Horizonte, e a BR-116/MG, em Governador Valadares. As obras de ampliação de capacidade e melhorias previstas para os lotes 8A e 8B, na saída de Belo Horizonte, saíram da concessão e foram delegadas ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

O trecho foi identificado como o de maior risco e essa alteração deve deixar o ativo federal mais atraente para investidores em potencial.

Na Rota dos Cristais, serão transferidos à iniciativa privada 594,80 quilômetros de pistas, entre Belo Horizonte (MG) e Cristalina (GO). Os segmentos a serem concedidos incluem a BR-040/GO, entre o entroncamento com a BR-050 até a divisa de Minas Gerais e Goiás, e a BR-040/MG, do Km 0 ao 533,2, da divisa até o entroncamento com a BR-135, no Anel Rodoviário de Belo Horizonte. O projeto tem potencial de assegurar R$ 10,65 bilhões para investimentos na rodovia.

Comentarios


bottom of page