Buscar

Um bom Norte para Goiás

Por Agência Cora Coralina de Notícias

13/12/2021


Foto: Divulgação/SES-GO


A agropecuária goiana deve fechar o ano com R$ 95 bilhões de Valor Bruto da Produção (VBP), resultado que assegura ao Estado a sexta posição entre as unidades federativas. Já somos uma das maiores potências do agro brasileiro, mas podemos dar um novo salto de desenvolvimento, galgar posições no ranking nacional e, mais importante, transformar a vida de pelo menos 1,4 milhão de goianos. A oportunidade para isso está no Norte Goiano.


Estou falando do Grande Norte de Goiás, que engloba as regiões Noroeste, Norte e Nordeste, do Vale do Araguaia ao Vão do Paranã. Estudo recente conduzido pela Gerência de Inteligência de Mercado da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), em parceria com o Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), indica que a porção setentrional do território goiano tem 4,6 milhões de hectares com potencial para agropecuária sustentável, sem necessidade de desmatamento de novas áreas de Cerrado.


A produção agropecuária no Eixo Noroeste-Norte-Nordeste já é relevante. A região possui 45,9% das pastagens, 14,5% da área de grãos e responde por 18,8% do Valor Adicionado da Agropecuária de Goiás. Com pesquisa, conhecimento, experiência e tecnologia, no entanto, é possível dinamizar a atividade e obter ganhos expressivos de produção e produtividade, mitigando impactos ambientais com ferramentas como os bioinsumos.


O Norte Goiano é privilegiado em muitos aspectos, entre eles as belezas naturais. A região tem ainda uma rede de transporte importante, composta por Ferrovia Norte-Sul, BR-153 e 30 mil quilômetros de estradas federais, estaduais e municipais. Até 2022, o Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Infraestrutura (Goinfra), planeja aportar R$ 1,5 bilhão em infraestrutura rodoviária no Norte Goiano. Outros R$ 35,5 milhões estão sendo investidos na construção e manutenção de pontes por meio de parcerias com órgãos públicos e privados.


Em reunião na última segunda-feira (6/12), a Câmara Temática de Estratégia, Competitividade e Políticas Públicas do Agronegócio do Estado de Goiás – O Agro é de Todos apresentou cenários, investimentos e oportunidades no Norte Goiano. Também ouviu demandas de empreendedores e produtores. Eles relataram experiências exitosas e apontaram gargalos para avançar. Deixaram claro que querem produzir mais. Querem fazer isso com sustentabilidade. Com 4,6 milhões de hectares, é como se tivéssemos um novo Estado de Goiás para desenvolver. E o agro tem disposição, conhecimento, experiência e tecnologia para cumprir esta missão.


Tiago_Mendonca

Secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa)