Buscar

Projetos do Governo do Tocantins, que visam fomentar a economia, entram na fase final dos estudos

Projetos de implantação de internet de fibra ótica e concessão dos Parques do Jalapão e Cantão visam melhorar a infraestrutura tocantinense e garantir benefícios para a população por meio de parcerias com o setor privado


Por Secom-TO

06/07/2021



A primeira etapa de estruturação de Projetos de Parcerias Público-Privadas (PPPs) no Tocantins avança para a fase final dos estudos. Os Projetos de concessão do Parque Estadual do Jalapão, do Parque Estadual do Cantão e de implantação da Rede Estadual de Banda Larga no Estado fazem parte do Programa de Parcerias e Investimentos (Tocantins PPI) e visam fomentar a economia tocantinense e melhorar a qualidade de vida da população, por meio de parceiras com o setor privado.


Conforme o secretário de Parcerias e Investimentos do Tocantins, Claudinei Quaresemin, a população será a grande beneficiada com a implantação desses projetos que irão gerar centenas de novos empregos e oportunidades de negócios para empreendedores tocantinenses. “Nesse momento, as prioridades do governador Mauro Carlesse são garantir a vacinação de toda a nossa população, socorrer as famílias mais vulneráveis e promover uma rápida e forte expansão da economia. Os projetos do Tocantins PPI serão muito importantes para atingirmos esses objetivos”, assegura.


O projeto Rede Estadual de Banda Larga consiste na instalação de uma rede de fibra ótica para interligar os órgãos públicos dos 139 municípios, proporcionando grandes benefícios para os tocantinenses em áreas da Administração Pública, como educação, saúde e segurança, além de disponibilizar centenas de pontos de acesso público.


Parques Estaduais


O Projeto de concessão dos Parques Estaduais do Jalapão e do Cantão visa conceder, à iniciativa privada, a administração dos Parques com os objetivos de melhorar a gestão, ampliar os serviços oferecidos ao público e a quantidade de visitantes nacionais e internacionais, como explica o secretário executivo do Tocantins PPI, Robson Ferreira, além de promover a estruturação dos parques, promovendo o desenvolvimento econômico das regiões impactadas.


“Acreditamos que os projetos irão colaborar muito para o desenvolvimento do turismo tocantinense principalmente no que tange ao turismo ecológico, grande aposta para o período pós-pandemia, além de gerar empregos e renda para a população, aumentar a arrecadação dos municípios das regiões dos parques e de todo o Estado. A nova infraestrutura dos Parques irá facilitar o turismo dos próprios tocantinenses, já que grande parte da população ainda não conhece esses locais”, assegura o Secretário executivo.

Os Parques integram o Programa de Estruturação de Concessões de Parques Naturais desenvolvido pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), que busca aproveitar o potencial ambiental do país e, ao mesmo tempo, fomentar negócios turísticos e incentivar a preservação. Ao todo, foram selecionados 26 parques de seis estados brasileiros.


Próxima etapa


Após a conclusão, os estudos serão apresentados ao Governo do Tocantins e discutidos com todos os agentes públicos envolvidos no processo, além da população, por meio de consultas e audiências públicas. Tais consultas e audiências devem ser realizadas em agosto, com total participação da população no processo. Já a fase de licitação está prevista para ocorrer no final deste ano.